A evolução da Marvel

x-men1Depois do êxito de Blade, a Marvel decide arriscar com mais dinheiro e algo mais conhecido. Aliado à Fox, a gigante dos comics decide então levar o conhecido grupo de heróis mutantes X-Men ao grande ecrã. O aclamado Bryan Singer fica com o cargo de realizador e consegue trazer dois ilustres actores para o elenco: Ian McKellen e Patrick Stewart. A presença dos dois veteranos traz mais credibilidade ao projecto. A óscarizada Anna Paquin, Halle Berry, James Marsden, Famke Jansen e o desconhecido actor australiano Hugh Jackman completam o elenco principal daquele que seria o filme que colocaria a Marvel no mapa cinematográfica, de forma definitiva.

i8yzraj4tuqcjatyA grande vantagem do filme de Singer é a atenção dada ao desenvolvimento do argumento e das personagens, onde o espectador cria empatia para com os protagonistas. O filme tem lugar num futuro não muito distante, num mundo extremamente real, onde os mutantes procuram uma relação amigável com os humanos, apesar das perigosas investidas de Magneto. A dualidade entre Xavier, mentor dos X-Men, e Eric (Magneto, o vilão de serviço) está bem criada e é um dos pontos fortes do filme. Wolverine acaba por ser o protagonista e é interpretado por Jackman, cuja carreira é lançada com este projecto, devido à verocidade e naturalidade que o actor dá à sua personagem, aspectos muito bem recebidos pelos fãs e pelos críticos.

No entanto, tudo o que vemos neste primeiro filme da saga cheira a prelúdio para algo maior e melhor, e acaba com algumas peças soltas para que possam ser exploradas numa sequela. O grande defeito do filme são as cenas de acção, mostrando alguma inexperiência por parte de Singer dentro deste campo. No entanto, estes momentos nunca foram intencionados como sendo o ponto fulcral da obra de Singer.

XMen-Halle-Berry_lCom o êxito comercial e crítico, a sequela recebe luz verde e um orçamento maior. O elenco principal regressa, o sucesso é ainda maior em todas as vertentes e X2 é considerado um dos melhores filmes do género de sempre. Na sequela, Singer desenvolve ainda melhor as suas personagens, para além de apresentar mais heróis e vilões. O argumento resulta perfeitamente e as cenas de acção são muito bem orquestradas, mostrando um maior empenho por parte de Singer.

O universo de X-Men estende-se ainda mais com uma sequela (X-Men: The Last Stand), uma prequela dedicada à personagem mais conhecida (X-Men Origins: Wolverine) e uma outra prequela, desta feita dedicada às origens de Xavier, Magneto e do grupo em si.

x-men-first-class-movie-photo-07[1]Depois do êxito de Kick-Ass, Matthew Vaughn fica como realizador de X-Men: First Class. O realizador já tinha estado envolvido com a saga anteriormente com The Last Stand, acabando por sair devido a diferenças criativas e sendo substituído pelo tarefeiro Brett Ratner.

A prequela leva-nos aos anos sessenta e tem como pano de fundo a crise de mísseis de Cuba. Vaughn e companhia criam um hábil argumento onde misturam realidade com ficção, colocando os mutantes no meio dum evento real. Para além disso, é-nos contada a origem do grupo de mutantes e, mais importante ainda, o começo da amizade de Xavier e Eric que eventualmente os colocará em lados opostos. E é esse um dos pontos fortes do filme: a relação entre as duas personagens, através de excelentes diálogos e dois actores em grande forma: James McAvoy como Xavier e Michael Fassbender como Eric. No entanto, Fassbender consegue roubar as atenções com o seu Magneto, com uma interpretação contida, furiosa e emotiva.

Para além dos dois protagonistas, todo o elenco secundário é recomendado: Rose Byrne, Jennifer Lawrence, Nicholas Hoult e Kevin Bacon como o vilão Sebastian Shaw, onde o actor consegue brilhar.

x-men-first-class-movie-photo-01

A nível técnico, Vaughn apresenta-nos uma excelente realização, com bons efeitos especiais e com cenas de acção memoráveis e muito bem conseguidas.

Com este juntar de talento, X-Men: First Class consegue ser o melhor filme da franchise, provando que a saga ainda tem muito para dar. Em 2014 chegará aos cinemas X-Men: Days of future past, a sequela que trará de volta grande parte do elenco deste First Class e irá juntá-lo ao elenco da trilogia original.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s