Ciclo Os Piores Blockbusters de Sempre #19: Battleship

battleship_ver11Depois do sucesso alcançado com Transformers e G.I. Joe, duas sagas cinematográficas inspiradas em linhas de brinquedos (e duas séries de animação dos anos 80) da Hasbro, esta e a Universal acham boa ideia pegar num dos jogos mais populares do mundo e transformá-lo numa grande produção de Hollywood: a Batalha Naval. E assim nasce este Battleship, filme de Ficção Científica e acção realizado por Peter Berg.

Se a ideia de pagar na Batalha Naval e transformar tal jogo num filme já parecia má, pior fica quando se junta uma invasão alienígena pelo meio. Já se sabendo que iríamos ter aqui um produto de fraca qualidade, a presença de Berg (The Kingdom, Hancock) não trazia grandes esperanças. Tal fica confirmado quando o filme estreia: para além de tentar replicar o sucesso de Transformers, Berg tenta também imitar aquele que poderá ser o seu grande ídolo, Michael Bay. battleship-2012-movie-cover-563x315Battleship parece ser uma espécie de spin-off da saga de Bay, com cores berrantes, as (infinitas) presenças militares, o humor péssimo e a acção cheia de CGI e que chega a atingir doses exageradas que tanto fazem parte da filmografia de Bay. Tudo o que vemos em Battleship parece saído dum produto digno de ter Michael Bay nos seus créditos, fazendo com que esta aventura de Berg acabe por não ter identidade alguma (não que a fosse ter desde o início).

BattleShip-battleship-2012-movie-30581912-2048-1592No elenco temos Taylor Kitsch (saído do mega flop que foi John Carter), Alexander Skaasgard, Liam Neeson (em dose pequena, o que é bom para o actor) e… Rihanna… na sua estreia cinematográfica. Com a direcção de Berg, acabamos por ter o elenco desperdiçado devido à péssima narrativa e ao abuso de CGI e que consegue ser ainda ofuscado pela tremenda falta de talento que Rihanna apresenta por aqui, fazendo o público rezar para que a cantora nunca mais se aventure por terras cinematográficas.

battleship-pic09Battleship foi um grande fracasso comercial e crítico para a Universal, deitando por terra as futuras sequelas pretendidas. Nesse aspecto, o público agradece, mesmo já estando bastante afectado psicologicamente por esta primeira (e única) aventura. Para tal, muito ajudou a presença da cantora/má actriz. E todos estes aspectos fazem com Battleship mereça estar neste nosso ciclo.

Trailer:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s