Sessão de Culto #74: Dark Star

darkstarComeçando por ser um filme de estudantes escrito por John Carpenter e Dan O’Bannon, Dark Star foi parar às mãos dum produtor cinematográfico que decidiu dar dinheiro para adicionar mais alguns minutos a um projecto que era antes uma curta-metragem. Desta forma, o filme de estreia de Carpenter torna-se numa longa-metragem e consegue distribuição cinematográfica. No entanto, o filme é vendido como uma obra de ficção científica séria, o que faz com que boa parte do público receba mal o filme. No entanto, a intenção de Carpenter e O’Bannon era fazer deste Dark Star uma comédia negra de F.C., uma paródia a 2001, de Stanley Kubrick. Para tal, temos um monstro assassino representado por uma bola de praia, com um elenco inexperiente, onde encontramos O’Bannon e Nick Castle, colaborador frequente de Carpenter.

darkstar7Dark Star encontrou um seguimento de culto nos anos 80, devido à popularidade do VHS, formato que ajudou a criar milhares de filmes de culto. Carpenter conseguiu encontrar uma carreira e um seguimento fiel com a sua obra seguinte, o fabuloso Assault on Precinct 13, e O’Bannon decidiu pegar no argumento de Dark Star, alterá-lo e transformá-lo num filme de terror, 3PUCf0JgU4V4OLygLCqLx0u8dC6que mais tarde se tornaria no clássico de Ridley Scott, Alien.

Apesar de todos os seus defeitos e de algum amadorismo, Dark Star é um projecto bastante interessante que introduz ao mundo o enorme talento do mestre que é John Carpenter, merecendo por completo o seu enorme culto.

Trailer:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s