Sessão de Culto #78: Freaks

FreaksPosterDepois do sucesso obtido com Dracula (1931), o realizador Tod Browning tem liberdade para desenvolver o seu próximo projecto dentro do género de Terror. E assim nasce este Freaks, um filme que foi considerado demasiado chocante para a altura, o que fez com que a versão original nunca visse a luz do dia.

Browning faz algo impensável: utiliza pessoas com deformações reais que trabalhavam num circo, os denominados Freaks do título. No entanto, reverte a ordem: os freaks são pessoais simpáticas e os verdadeiros monstros são duas pessoas ‘normais’ que planeiam matar alguém.

Browning tem aqui um produto único na história do cinema, devido ao elenco que utiliza e à forma como a sua carreira nunca conseguiu recuperar. freaks2Demasiado chocante para o público da altura, o filme revelou ser um fracasso. Ainda conseguiu a proeza de ser banido do Reino Unido durante 30 anos.

Apesar das péssimas críticas e de ter acabado com a carreira de Browning, Freaks foi redescoberto nas décadas de 60 e 70, começando a fazer parte das míticas sessões da meia-noite que tantos objectos de culto criaram. E assim foi o início do seu percurso como filme de culto, sendo hoje um dos maiores do género.

Trailer:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s