Warcraft

Hollywood ganhou a mania de levar ao cinema alguns dos mais populares videojogos. No entanto, a promessa e expectativa de que a próxima adaptação vai ser a melhor de sempre acaba em desilusão. No entanto, muito se dizia que era com este Warcraft que essa tradição iria finalmente acabar. Baseado num dos videojogos online mais populares de sempre e com Duncan Jones (filho de David Bowie e realizador dos excelentes Moon e Source Code) na realização, o potencial era enorme. É então Warcraft o filme que quebra esta maldição?

Não… Warcraft pega num enorme mundo de fantasia proveniente do material de origem e, nesse aspecto, acaba por resultar: vemos que estamos perante um universo enorme, cheio de história e rico em personagens. No entanto, Jones  conta-nos tudo de forma desinteressante. É verdade que deixa de lado o enorme número de cenas de acção que poderia ter aqui colocado para dar mais destaque às histórias das suas personagens, demorando o tempo que precisa para o fazer. O problema é que é o faz de forma inconsistente e com um argumento e personagens fracas.

Apesar dos grandes efeitos especiais, Warcraft falha na sua missão de mudar estas adaptações e para entreter o público em geral. Acaba por ser uma desilusão maior com Jones por detrás de tudo. No entanto, é um exagero dizer que está ao nível de um desastre como Battlefield Earth: nunca fica perto do nível desastroso desse filme. Mesmo assim, não deixa de ser uma enorme desilusão. Talvez um segundo visionamento mude a opinião.

Trailer:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s