Sessão de Culto #203: Blood Feast (Mês do Terror 2017)

De forma a poder satisfazer a deusa egipcía Ishtar, um psicopata mata mulheres e utiliza partes das suas vitímas para incluir nas refeições da deusa.

Hershel Gordon Lewis é considerado o padrinho do gore, ao realizar este Blood Feast, filme de terror exploitation estreado em 1963 e que é considerado o primeiro da Blood Trilogy de Lewis (Two Thousand Maniacs e Color Me Blood Red seriam os seguintes). Com esta sua primeira incursão dentro do cinema de terror (depois de algumas obras eróticas), Lewis cria aquele que é considerado por muitos o primeiro filme gore de sempre, com cenas extremamente violentas, com conteúdo gráfico inédito até então e que acabaria por servir de grande influência para o género.

Banido em vários países (foi o primeiro Video Nasty no Reino Unido), Blood Feast passou  drive-ins nos Estados Unidos e tornou-se num dos filmes de terror mais importantes da História, apesar de ter sido mal recebido quando estreou.
Em 2002, Lewis realizou a sequela de Blood Feast, All U Can Eat. Antes diszo, Blood Diner, estreado em 1987 e sem o envolvimento de Lewis, era para, inicialmente, servir de sequela a Blood Feast, até que foi decidido não ter nenhuma ligação.

Para trás fica uma obra imperdível para os amantes do gore e do mau gosto, num filme de enorme importância e influência para o cinema de terror, cortesia do Godfather of Gore.

Trailer:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s