Justice League

Quando uma nova ameaça está prestes a chegar, Bruce Wayne decide reunir um grupo de pessoas com poderes extraordinários, de forma a poderem defender o planeta.

Depois dos eventos de Batman V. Superman: Dawn of Justice, a DC reúne agora os seus super-heróis mais conhecidoa neste Justice League. Zack Snyder volta à realização, tendo sido substituído, numa fase posterior, por Joss Whedon, devido a problemas pessoais. Whedon, que já trouxe ao mundo (e muito bem) os dois primeiros filmes de The Avengers, da rival Marvel, poderia ser uma lufada de ar fresco para uma franchise que quer, a todo o custo, imitar o sucesso da Marvel, mas sem grandes resultados. No entanto, nem mesmo a presença de Whedon no projecto consegue salvar esta reunião de personagens.

Estamos num universo cinemático onde apenas duas personagens tiveram direito aos seus filmes a solo e, dessa forma, ao seu devido desenvolvimento. Fora isso, à excepção de Batman (que também teve o seu tempo de antena em BvS), as restantes personagens são-nos apresentadas de forma apressada e forçada, sem dar ao espectador muito espaço para simpatizar com as mesmas. Junta-se a isso um argumento mais que preguiçoso, CGI fraco (surpreendente para uma produção do género) e um vilão péssimo e temos os ingredientes para uma boa desilusão. E o que piora a experiência é a bem visível luta de egos entre os dois realizadores: Snyder com o seu lado mais negro (apesar de tentar aligeirar as coisas para ficar mais parecido com os filmes da Marvel) e Whedon com as suas referências e humor, que neste caso falha sempre ao lado. Salva-se o elenco aue acaba por ter uma química interessante e algubs momentos bem conseguidos no meio disto tudo. E claro, o humor involuntário proporcionado pelo rosto alterado de Henry Cavill, com o seu bigode removido digitalmente, um erro de proporções épicas que apenas distrai do filme mas que consegue arrancar umas boas gargalhadas.

League falha em praticamente todos os aspectos, o que é pena pois o universo DC tem muita coisa que poderia ser interessante. Os problemas de produção, o dedo da Warner (o poor inimigo da DC) e a pressa em despachar o filme prejudicaram um projecto ( e, quem sabe, uma franchise) que tinha tudo para ser bem conseguida.

Trailer:

https://youtu.be/3cxixDgHUYw

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s